Serviços e Produtos

Higiene

Tosa e Banho:

Serviço de aparar, parcial ou totalmente, o pelo dos animais, havendo vários estilos de acordo com a necessidade de cada raça. 

  • Tosa das Raças
  • Tosa Bebê
  • Tosa Verão
  • Tosa Pijama
  • Chow Chow
  • Cocker Spaniel
  • Schnauzer
  • Husky Siberiano
  • Lhasa Apso
  • Shihtzu
  • Lulu da Pomerania
  • Maltes
  • Samoieda
  • West Terrier
  • Yorkshire
  • É um corte muito requisitado pelos donos de cachorro que tem pelo liso e longo. Afinal, ele faz com que a pelagem do seu pet fique sedosa e livre dos terríveis nós por muito mais tempo, sem prejudicar a estética. Raspa-se o focinho, patas, barriga e regiã o pubiana. Esta tosa não pode ser usada em todos os cachorros.

Indicada para meses quentes, sem tirar o charme do cão. Passa-se a máquina mais baixa (nº0) deixando um pompom de pélo nas patas, rabinho e topete.

Esta tosa é para dar a ideia do cão estar com calças. Passa-se uma máquina em todo o corpo deixando os pelos das pernas para serem cortados com a tesoura, que fica bem mais peludos que o corpo.

Facilidade

  • Táxi Cão

Um serviço essencial para quem não tem tempo, porém quer deixar seu amigo bicho sempre de bem com a vida, você liga para uma de nossas lojas, marca a hora e dia para que nosso serviço exclusivo vá buscar seu cão ou gato.

Na Clínica de Boa Viagem o Táxi cão funciona nos dias de terça-feira e quinta-feira. Em Candeias o serviço está disponível na quarta-feira e na sexta-feira.

Vacinação

A vacinação de cães e gatos é de suma importância, pois é o método mais eficaz de prevenção e proteção de algumas doenças infecciosas, promovendo imunidade contra esses agentes. Além de proteger o animal, a vacinação também auxilia para redução do número geral de bichinhos suscetíveis na população, chamada de imunidade de rebanho, diminuindo assim a prevalência da doença.
Como nos humanos, a vacinação tem dois objetivos proteger o seu pet contra doenças infecciosas. Vaciná-lo irá permitir que ele permaneça saudável! E proteger as pessoas contra os agentes circulantes dessas doenças. A vacinação previne o contágio de um animal para o outro, ou mesmo para as pessoas. Algumas doenças dos animais podem passar também para os seres humanos.
Todos os cães e gatos devem ser devidamente vacinados, mesmo aqueles que vivem nas grandes cidades, que não saem na rua ou animais idosos.

Vacinação é um ato médico muito importante e uma responsabilidade de saúde pública.

Principais Vacinas para Cães

  • Antirrábica
  • Polivalente
  • Leishmaniose
  • Tosse dos Canis
  • Giardíase

Raiva é uma zoonose e, ou seja, também pode afetar os seres humanos – sendo que a vacina antirrábica é a única forma de prevenção. Transmitida por meio da saliva dos animais contaminados, a raiva é passada, principalmente, pela mordida dos animais doentes – sejam eles gatos ou cães.

As principais são a V8 e V10 são vacinas fundamentais e que correspondem à primeira vacina do cachorro, aumentando a resistência deles a algumas das principais doenças virais e bacterianas. São elas:

  • Cinomose:
    é uma enfermidade viral altamente contagiosa, de distribuição mundial, que afeta o cão e outros carnívoros, caracterizada por infecções respiratórias, gastrointestinais, da pele e principalmente do sistema nervoso central;
  • Parvovirose:
    Causa diarreias intensas e com sangue. A doença nos filhotes com menos de 6 meses de idade tende a ser mais grave, principalmente naqueles com parasitas intestinais (vermes e Giárdia);
  • Coronavirose:
    Chamado cientificamente de CCoV, diferentemente do coronavírus causador da Sars ou Mers, tem como sintomas diarreia e vômitos. Caso não tratado, as consequências são desidratação, prostração e podem levar a óbito, principalmente quando associados a outras doenças. A contaminação ocorre por via oro-fecal, de cão para cão, deixando filhotes, idosos ou animais imunodeprimidos mais suscetíveis;
  • Hepatite infecciosa canina:
    É uma infecção viral causada pelo adenovírus canino do tipo1 que caracteriza-se por febre, vômito, diarréia anorexia, aumento da sede, congestão,hemorragia das mucosas, sensibilidade abdominal, relutância a movimentar-se, conjuntivite, uveíte e fotofobia;
  • Adenovirose:
    Causa Crises de tosse seca e constante, além de espirros, são os principais sintomas da doença que também pode se desenvolver e provocar febres, anorexia, secreções nasais e muita apatia. Em casos não tratados, o problema pode evoluir para uma pneumonia, que pode levar o cão à morte;
  • Parainfluenza:
    Traqueobronquite infecciosa canina, conhecida como a tosse dos canis. Essa é uma doença que pode ser causada pelo adenovírus tipo 2, pelo parainfluenza ou pela bactéria Bordetella bronchiseptica. Os principais sinais clínicos da tosse dos canis são a tosse que pode parecer um engasgo, descarga nasal — uma secreção purulenta, que parece pus saindo do nariz deles —, febre, espirros, falta de apetite, apatia e secreção ocular;
  • Leptospirose:
    É uma doença bacteriana, sendo a Leptospira o agente infeccioso. Ela se desenvolve no organismo dos ratos de bueiro, que constantemente estão em contato com sujeira, fossas e esgotos. A leptospirose atinge principalmente o fígado e os rins, trazendo aspectos típicos da doença, como a cor amarelada das mucosas. Seus sintomas incluem vômitos, diarreias, hemorragias, dificuldades respiratórias, insuficiência renal e hepática, entre outros quadros graves.

É um parasita microscópico que é transmitido aos animais vertebrados por um vetor (mosquito palha) que tem maior atividade ao nascer e ao pôr-do-sol. A leishmaniose canina pode levar o animal à morte e, ainda que exista tratamento, ele não é eficaz a ponto de cura, pois trata-se de uma doença crônica. Por isso, o fundamental a vacinação.

Conhecida como a tosse dos canis. Essa é uma doença que pode ser causada pelo adenovírus tipo 2, pelo parainfluenza ou pela bactéria Bordetella bronchiseptica. Os principais sinais clínicos da tosse dos canis são a tosse que pode parecer um engasgo, descarga nasal — uma secreção purulenta, que parece pus saindo do nariz deles —, febre, espirros, falta de apetite, apatia e secreção ocular

É uma doença parasitária de distribuição mundial, que atinge cães e outras diversas espécies animais. Esta zoonose é causada por um protozoário e resulta da ingestão acidental de cistos presentes nas fezes, nos alimentos e na água contaminada provoca dores abdominais, diarreias

Principais Vacinas para Gatos

  • Antirrábica
  • Polivalente

É uma zoonose e, ou seja, também pode afetar os seres humanos – sendo que a vacina antirrábica é a única forma de prevenção. Transmitida por meio da saliva dos animais contaminados, a raiva é passada, principalmente, pela mordida dos animais doentes – sejam eles gatos ou cães. Nos cachorros e no homem, o vírus da doença pode permanecer encubado por até 2 meses antes que os seus sintomas comecem a aparecer.

As vacinas consideradas mais importantes e obrigatórias são a antirrábica e a polivalente, sendo que a última se divide em três tipos: tríplice (V3), quádrupla (V4) e quíntupla (V5). A diferença entre essas duas está na quantidade de antídotos presente em cada e, consequentemente, na relação de doenças que são imunes.

A V3 protege o animal da Panleucopenia, da Calicivirose e da Rinotraqueíte. Já a V4, além das enfermidades citadas, também inclui imunização a Clamidiose. A V5 inclui todas, mais a leucemia. Além disso, aumenta a resistência deles a algumas das principais doenças virais e bacterianas. São elas:

  • Panleucopenia:
    É causada por um parvovírus (FPV) que está particularmente associado à parvovirose canina e ao vírus da enterite do vison. A síndrome ocorre em todo o mundo e é endêmica em quase todas as populações de gatos. Gatos jovens sem imunidade prévia apresentam maior risco de desenvolver a doença. Os Sintomas são febre aguda, vômito (mais comum), diarreia, decúbito esternal com pernas abduzidas e inclinação da cabeça, descarga nasal e conjuntivite. A diarreia pode ser sanguinolenta;
  • Calicivirose:
    É uma infecção que atinge diretamente o sistema respiratório e uma das mais graves nesse sentido. A doença é altamente contagiosa entre os gatos e pode trazer muito sofrimento;
  • Rinotraqueite:
    A Rinotraqueite felina é uma doença viral extremamente frequente, que acomete os gatos domésticos e felídeos selvagens. Esta doença é causada pelo herpesvírus felino e a maioria dos gatos que se recuperam da infecção tornam-se portadores assintomáticos, ou seja, eles albergam o vírus no organismo de forma latente e podem eliminá-lo do vírus no ambiente, associado ou não a sinais clínicos. Os sintomas são: Febre, espirros seguidos (paroxísticos), conjuntivite, rinite e salivação - o animal fica babando devido à presença de lesões ulcerativas (aftas) na boca, língua e lábios que causam muita dor e impedem o gato de comer. Há também descarga catarral pelo nariz;
  • Clamidiose:
    Causada por uma bactéria batizada de Clamidia Psittaci, a Clamidiose Felina é uma infecção que afeta o trato respiratório e ocular dos gatos, provocando sintomas como os da conjuntivite e da rinite no animal;
  • Leucemia Felina:
    Também conhecida como FeLV (Feline leukemia vírus) é causada por um vírus que pode ser contraído pelo contato com a saliva, urina ou fezes dos animais infectados é uma infecção altamente contagiosa que pode diminuir a expectativa de vida do seu bichano caso não seja identificada precocemente. Isso porque a doença afeta diretamente o sistema imunológico do animal, aumentando a vulnerabilidade para outras infeções.

Onde nós estamos:

Boa Viagem

Rua Félix de Brito Melo nº 720

Boa Viagem – Recife – PE

Fone: 81 99867.9892 (Whatsapp)

Boa Viagem

Av. Engenheiro Domingos Ferreira nº 4062

Boa Viagem – Recife – PE

Fone: 81 98449.4709 (Whatsapp)

Candeias

Av. Pres. Kennedy N 4360
Candeias – J. Guararapes – PE
Fone: 81 99854.9230 (Whatsapp)

Amigo Bicho 2020 – Desenvolvido pela Akilli Brasil

Scroll Up